domingo, 30 de setembro de 2012

Os donos do mundo

BRASÍLIA, 30 de setembro de 2012 - Humberto Adami, advogado e diretor do Instituto de Advocacia Racial (Iara), pediu a censura de Caçadas de Pedrinho e de Negrinha, do ficcionista Monteiro Lobato e publicados na primeira metade do século passado. Ele questiona a distribuição desses livros em escolas públicas, alegando que contêm elementos racistas. Negrinha integra a lista de Os cem melhores contos brasileiros do século, da editora Objetiva. “O conto é fortemente carregado de conteúdos raciais, mas temos a opção de agregar valor à obra reconhecendo que há estereótipos e passando a desconstruí-los" - argumenta o advogado, ameaçando levar o Estado brasileiro à Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).
 
Nenhum negro deixará de ser negro por decreto, nem por maquiagem (Michael Jackson não conseguiu isso). E depois, para a sociedade, sangue azul miserável é nada perante negro milionário.
 
Há quem diga que a Idade Média foi a das Trevas, comparando-a com a Era Pós-Moderna, da tecnologia de ponta, da Web e da Wikipédia. A Bíblia trata de escravidão como algo normal, e por que não censurá-la? Tenho comentado que os colonos portugueses fizeram o diabo com os índios e africanos, mas reconheço que os tempos eram outros. O que não se pode é tolerar escravidão e colonialismo, agora.

O delegado da Polícia Federal e deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB/SP) levou seu filho de 11 anos para ver Ted, indicado para maiores de 15 anos, sentiu-se ofendido e exigiu a censura do filme.

Essa baboseira do politicamente correto, o falso moralismo, o jurássico discurso comunista, tudo isso é coisa da Idade Média. Em vez de se incomodarem com a ficção de um dos principais escritores brasileiros, ou de levarem crianças para verem filmes não recomendados para menores de 16 anos, deveriam engrossar o exército de salvação de crianças que vivem na rua, de crianças que são sequestradas para serem torturadas até a morte por tarados.

O PTelho, desde que se viu no poder, tratou de implementar três ações: amordaçar a imprensa, especialmente Veja; o aparelhamento do Estado; e a difusão da máfia bolivariana.

Quando mafiosos, travestidos de comunistas ou fascistas, que é a mesma coisa, assaltam um país, a primeira coisa que fazem é amordaçar a imprensa.

Censura pressupõe donos do mundo, pessoas que defecam na lei, pensando que podem tudo. Pura ilusão. No mundo mental não há dinheiro.

Um comentário:

  1. Ray, uma obra completamente inocente vira uma descrição de estereótipo, mais racista é quem se esconde atrás de um termo "politicamente correto".

    ResponderExcluir