quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Colostro

Anoitece
O rio Amazonas ruge defronte ao Macapá Hotel
Cortado pelo Trapiche, rodovia que conduz à noite
Tão azul que sangra
Estou sentado
Sozinho
Em um quiosque
Degusto Cerpinha enevoada
Parece que estou só
Mas converso com meus antepassados
Com a mulher amada
Com meus anjinhos e minha princesa
Com Isnard Brandão Lima Filho
Alcinéa Maria Cavalcante
Iara Marcille
Deury Farias
Olivar Cunha
Joy Edson
José Montoril
Fernando Canto
Raimundo Peixe
Alcy Araújo
Luiz Tadeu Magalhães
Manoel Bispo
Myrta Graciete
Tereza, Leila, Sílvia e Telma
Um cataclismo de rosas vermelhas
Juntam-se a nós Ernest Hemingway
Antoine de Saint-Exupéry
Gabriel García Márquez
Vargas Llosa
Pablo Picasso
André Cerino
Ouço merengue
Um navio, grande como uma cidade, surge, lento, até aportar, feérico
Despeja uma legião de espíritos e anjos
Que se juntam a nós
Chanel Número 5, Dom Pérignon, maresia e leite da mulher amada
Tomam conta de tudo
Como paz se alastrando
Na minha memória

Brasília, 25 de dezembro de 2013

sábado, 13 de dezembro de 2014

Não há mais governabilidade em Brasília

BRASÍLIA, 13 DE DEZEMBRO DE 2014 – O Brasil está sem governabilidade. Lula, dono do PT; Dilma Rousseff, presidente da República; Graça Foster, presidente da Petrobras; e a cúpula do PT, foram flagrados na maior roubalheira no país; só continuam soltos (alguns já foram presos) porque Lula aparelhou o estado brasileiro (as Forças Armadas ainda não), incluindo o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. Mas uma revista chamada Veja, da qual Lula, o ditador nas sombras, tem ódio daqueles de babar, é que vai derrubá-lo.  

O Brasil está afundando. Entrou em recesso econômico; a inflação e o desemprego crescem; cada vez mais pessoas são assassinadas, nas ruas, nos hospitais, no trânsito, nas escolas (nestas, as vítimas viram zumbis). Lula Rousseff associou-se a bandidos como Fidel Castro e Hugo Chávez Maduro, e a outros ditadores mundo afora. Imperdoável: é traidor da pátria, pois está acoitando terroristas e agentes infiltrados para promover um golpe. A CIA e os setores de inteligência das Forças Armadas sabem disso. Em caso de sucesso, grupos como Abril iriam à bancarrota. A TV Globo, como se vê claramente, já faz o jogo de Lula Rousseff. Não mostra, por exemplo, a multidão nas ruas de São Paulo pedindo o impeachment do Chefão e sua títere.

Brasília, três por quatro do Brasil, está um caos. O governador Agnulo Queiroz, do PT, e merda dá no mesmo. Deixou a cidade igualzinho as passagens subterrâneas do Eixão Sul: só cagalhão. Exemplo: a construção do novo Estádio Mané Garrincha para a malfadada Copa de 2014 foi orçada em cerca de R$ 600 milhões; pulou para cerca de R$ 1,2 bilhão. Terá ajudado o caixa dois do PT, já abarrotado de dinheiro com o Petrolão?

Todo mundo já sabe o que é o PT, principalmente aqui em Brasília, que já teve dois governos petistas, absolutamente incompetentes, e abriga a quadrilha desde 2003, quando Lula Rousseff institucionalizou o roubo, a mediocridade nas escolas e na área cultural, e a conversa canalha dos comunistas.

Será que Lula Rousseff terá que novamente assaltar de verdade um banco para ser presa? Hoje, os assaltos não são mais com metralhadora, mas com um partido político. Ainda bem que gente como Joaquim Barbosa e Sérgio Moro, e revistas como Veja sabem disso.

Para tolerar a canalha encastelada no poder só sendo cúmplice dela!

sábado, 6 de dezembro de 2014

Carta aberta a Aécio Neves pelo impeachment de Lula Rousseff

BRASÍLIA, 6 DE DEZEMBRO DE 2014 – Caro senador Aécio Neves, até quando o senhor acha que o Brasil vai suportar a sangria a que é submetido noite e dia? Até quando as instituições democráticas permanecerão firmes ante o aparelhamento e à desmoralização do Estado de direito? Quanto tempo mais para nos tornarmos uma Venezuela continental, à caminho de uma Cuba?

Como o senhor sabe, desde que Lula tomou posse, em 1 de janeiro de 2003, quando começou a instalar a república da mediocridade, da corrupção, do roubo, da ditadura nas sombras, da canalhice, da apologia do crime, da lei do mais forte, da depravação, o país começou a sangrar.

Lula me lembra Rafael Leónidas Trujillo Molina, o Bode, apenas pela perversidade, pois está mais para rato do que para bode, mas é esperto, diabólico como Trujillo. Para driblar a lei, pôs na sua cadeira, no Palácio do Planalto, um fantoche, um zumbi, Dilma Rousseff, e continua comandando sua máfia nas sombras.

Lula Rousseff defende a estatização apenas para, como nuvem de gafanhoto numa plantação, devorar tudo sem precisar sair correndo da Polícia Federal. Na Venezuela, a família de Hugo Chávez Maduro já chupou até o caroço da estatal venezuelana de petróleo; Lula Rousseff e seu PTMDB, e aliados, curram a Petrobras sem cuspir, sem dó nem piedade. O juiz Sérgio Moro, um herói da estirpe de Joaquim Barbosa, desconfia que a ladroagem já perpassa tudo.

As urnas eletrônicas deixaram uma suspeita para sempre. Lula Rousseff, com a cumplicidade do seu exército mafioso no Congresso Nacional, passou por cima da Lei de Responsabilidade Fiscal, mas continua rindo da democracia no seu palácio.

A inflação aumenta, o desemprego cresce, a criminalidade é pavorosa, os hospitais apodrecem, os valores se deterioram, e os ladrões se assanham. Por favor, Aécio Neves, o senhor se transformou no pilar da nossa esperança, vá para as ruas e lidere o povo, pela cabeça de Lula Rousseff.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O Seminário da Luz, da Seicho-No-Ie, acontecerá domingo 14 no Ulysses Guimarães

BRASÍLIA, 5 DE DEZEMBRO DE 2014 – Domingo 14, das 13h30 às 19h15, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, no Eixo Monumental, acontecerá o Seminário da Luz, evento bienal e o maior acontecimento regional da Seicho-No-Ie de Brasília. O seminário será conduzido pelo preletor da Sede Internacional, Junji Miyaura, com coordenação geral da preletora Josiane Souza Moreira.

Com o tema central "Reconcilia-te com todas as coisas do Céu e da Terra", serão abordados os seguintes subtemas:

Você é o senhor do seu próprio destino;
Caminho para obter a provisão infinita;
Harmonia familiar é a chave do sucesso;
Oração de Cura (Meditação Shinsokan de Oração Mútua); e
O poder da oração.

O seminário é uma oportunidade para a meditação e reunião com a família. O convite, com investimento individual de R$ 20, pode ser adquirido na Sede Regional da Seicho-No-Ie DF/Brasília, na EQS (Entrequadra Sul) 403/404.

Mais informações serão obtidas pelo telefone (61) 3325-2680.