terça-feira, 14 de maio de 2013

Minha namorada

Josiane, minha eterna namorada
 
BRASÍLIA, 14 DE MAIO DE 2013 Comecei a namorar com minha gata, Josiane Souza Moreira Cunha, em 15 de maio de 1988; vimos, naquele dia, O Último Imperador da China, de Bernardo Bertolucci, no antigo cinema do Conjunto Nacional. Desde então, começamos tudo de novo a cada dia. É para ela este soneto, que escrevi hoje.
 
O primeiro beijo que me deste, explodiu
Como relâmpago na minha alma
Feriu-me, doce como brisa,
Pétalas pousando no púbis de um anjo

Desde então, flor da minha vida,
Sou prisioneiro do teu olhar
Grávido de ti, como um abismo,
Mulher amada!

Segue-me, pois te mostrei quase nada.
Tenho a chave dos sonhos,
Que conduz para a eternidade

A fogueira do nosso amor, minha namorada,
O voo vertiginoso
Da luz movida a acme

5 comentários:

  1. Que linda declaração de amor! Original e forte.Parabéns a ambos!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo *-*! Parabéns casal mais lindo do mundo!

    ResponderExcluir
  3. ;) S2 Que lindo tio Ray!!!

    ResponderExcluir
  4. Amigo querido,
    Vertente lírica das nossas prosas e versos escritos e declamados nas mesas de bar! Não poderia sair de outra fonte tamanha beleza, além de ti, fonte divina de luz.
    Abraços e saudades.

    ResponderExcluir
  5. Lindo, Ray...Linda, Josi. bjs ao casal.

    ResponderExcluir